Osteoporose: principais causas, sintomas e tratamento

Entenda melhor a osteoporose e como prevenir seu surgimento.
Entenda melhor a osteoporose e como prevenir seu surgimento.

A osteoporose é uma patologia em que há a diminuição da massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e aumentando as chances de ocorrerem fraturas.

Esta doença é muito associada ao envelhecimento, visto que o organismo perde gradualmente a sua capacidade de metabolizar e absorver o cálcio com o passar dos anos.

Embora a osteoporose ainda não tenha cura, alguns tratamentos podem ser tomados para melhorar a qualidade de vida do paciente e amenizar os riscos de fraturas e de doenças associadas.

Quais são os sintomas?

Na maioria das vezes, a osteoporose é assintomática. Ou seja, a doença não apresenta indícios até que sofra algum tipo de fratura, por mais leve que tenha sido o impacto.

Também é comum observar que a estatura da pessoa caiu entre 2 a 3 centímetros, notar a presença de ombros caídos ou o surgimento de dores crônicas nas costas.

Possíveis causas

A idade e o sexo influenciam nas chances de uma pessoa desenvolver osteoporose.

A idade tem ligação direta com o envelhecimento, que por sua vez favorece o enfraquecimento dos ossos, como vimos anteriormente. A partir dos 40 anos, a velocidade da perda de massa óssea é maior. Nas mulheres, a perda se acentua ainda mais após a menopausa.

A má alimentação é outro fator que pode desencadear a doença devido à falta de cálcio e de Vitamina D ou ao consumo excessivo de álcool.

O tabagismo também é um fator de risco, já que o cigarro aumenta a destruição das células dos novos ossos, além de causar outros problemas de saúde que podem desencadear outras doenças, piorando não só a osteoporose, mas também outros quadros clínicos que o indivíduo possa apresentar.

Além disso, a predisposição genética também é um fator importante no desenvolvimento da osteoporose. Portanto, é muito importante que, em caso de doença na família, sejam realizados exames regulares para prevenir o surgimento da osteoporose e identificá-la em seus estágios iniciais.

Alguns fatores de risco aumentam as chances do desenvolvimento da osteoporose, como problemas nos rins, problemas hormonais ou o uso excessivo de alguns remédios, principalmente corticoides.

A prática de atividades físicas é uma forma de prevenção visto que o sedentarismo favorece a perda de massa muscular. São recomendados os exercícios de alto impacto, pois fortalecem os músculos, ligamentos e articulações, além de aumentarem fortificarem a massa óssea e aumentarem sua densidade.

Tratamento

Não se deve esperar surgir uma fratura para consultar um especialista. O melhor tratamento para a osteoporose é a prevenção.

Alguns exames, como o de Densitometria Óssea, podem prevenir o surgimento da osteoporose ou amenizar seus sintomas e devem ser realizados regularmente a partir dos 45 anos para as mulheres, ou a partir dos 65 anos para os homens. A diferença nas idades se dá, como revelado antes, pelo enfraquecimento ósseo causado pela menopausa.

Entretanto, se você apresenta algum dos fatores de risco, é de extrema importância a consulta com profissionais de saúde antes da idade prevista acima.

O tratamento para a doença deve ser feito com um clínico geral junto a um especialista ortopedista. Normalmente, a osteoporose é tratada de forma medicamentosa, de forma a estimular e fortificar a criação da “nova” massa óssea, prevenindo fraturas e dores futuras.

Além do tratamento clínico, o tratamento da osteoporose pode ser feito com a ajuda de suplementos vitamínicos, a adoção de uma boa alimentação e o hábito de realizar atividades físicas. Todas essas atitudes auxiliam na melhora dos sintomas da doença e na fortificação dos ossos.

O que você achou desse artigo? Deixe sua opinião nos comentários e acompanhe nosso blog e nossas redes sociais para ver mais conteúdos sobre saúde, longevidade e recuperação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.