Como cuidar de familiares idosos

Cuidar de familiares idosos não é uma tarefa fácil.
Cuidar de familiares idosos não é uma tarefa fácil.

Cuidar de familiares idosos não é tarefa fácil. Quando alguém precisa de atenção em tempo integral devido a doenças, cirurgias ou fraquezas, há muitas coisas que precisam de vigilância.

Atentar-se a horários de medicamentos, exames, consultas, banhos e até passeios é só uma visão geral dos cuidados necessários por pessoas nessas condições.

Quando se trata de alguém da família, é fácil se sentir sobrecarregado e se perguntar se está conseguindo lidar com tudo da maneira correta.

Continue lendo e descubra dicas como cuidar de familiares idosos da melhor maneira possível!

Crie uma rotina

Alguns aspectos, como medicamentos e hábitos de higiene, dificilmente mudarão de um dia para o outro.

Pegue uma folha de papel e anote informações detalhadas sobre:

  • Medicamentos: quais o familiar precisa tomar, qual a dose, em quais horários e por quanto tempo? Vale também para vitaminas e suplementos;

  • Acompanhamento médico: quando serão as próximas consultas e exames, quais as especialidades, em qual hospital e quais as datas e horários?

  • Alimentação: quando o idoso irá se alimentar? Quantas refeições por dia? Ele precisa seguir alguma dieta prescita por médicos? Se sim, anote também os itens que precisam ser comprados regularmente;

  • Higiene: em quais momentos ele tomará banho e quantas vezes por dia? Separe horários para organizar os itens, como bacias, cadeira higiênica e produtos de higiene. Aproveite e anote também períodos para escovar o dente e lavar as roupas e lençóis de cama do idoso;

  • Cuidados específicos: alguma ferida precisa ser limpa a cada hora? A pele precisa ser hidratada regularmente?

  • Lazer: separe momentos para atividades lúdicas, como ver filmes, ler livros, jogar jogos de tabuleiro ou até mesmo passeios pelo jardim, se possível.

Essas informações devem ser específicas e legíveis. Veja esse papel como um passo-a-passo dos cuidados com seu familiar.

Este documento deve ser abrangente ao ponto de servir como guia para outra pessoa quando você precisar de momentos de folga após cuidar de familiares idosos.

Comece pelo mais difícil

Agora que você já separou tudo o que precisa fazer durante o dia, comece pelas atividades mais difíceis, como o banho diário, por exemplo.

Naturalmente algumas atividades, como a administração de medicamentos, não podem ter seu horário alterado. Deixe as tarefas fixas onde estão e foque nas demais, como a lavagem de roupas.

Dessa forma, você deixará os afazeres mais fáceis para o final do dia, quando estará mais cansado.

Divida as tarefas

Infelizmente, o monopólio do cuidado do idoso por uma única pessoa ainda é algo bem comum.

Seja por pressão de outros membros da família ou por julgar serem os únicos aptos a zelar adequadamente pelo seu familiar, muitas pessoas – geralmente os filhos do idoso – preferem cuidar deles sozinhas.

Naturalmente, isto gera uma sobrecarga. Como você deve ter percebido na lista de afazeres de rotina, um idoso fragilizado exige cuidados constantes, o que facilmente suga o tempo pessoal do cuidador.

Entretanto, é fundamental que o cuidador esteja em condições adequadas de saúde física e mental. Não ter tempo para atividades pessoais, como de cuidado pessoal ou mesmo lazer, pode afetar seu desempenho com o idoso.

Portanto, divida as tarefas com outros familiares. Não tenha medo de pedir ajuda.

Quem não puder contribuir com cuidados pode optar pela ajuda financeira, que pode garantir medicamentos ou providenciar um cuidador profissional por alguns dias, permitindo seu descanso.

Se necessário, procure ajuda para cuidar de familiares idosos

Se estiver se sentindo sobrecarregado, exausto ou perdido a respeito do cuidado de seu familiar idoso, procure ajuda ou apoio psicológico de outros familiares, amigos ou mesmo grupos de apoio.

Você também pode procurar profissionais especializados em cuidados de idosos, instituições de repouso ou serviços que facilitem suas atividades, como programas de refeições ou descansos.

O que você achou desse conteúdo? Compartilhe este artigo com alguém que será beneficiado com ele!

Não esqueça de seguir a LocaHospitalar nas redes sociais e ler nossos outros blogposts para conferir mais dicas de saúde e informações sobre equipamentos hospitalares!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.