Insônia: principais causas e como tratar

Descubra quais são as causas possíveis da insônia e como tratá-la.
Descubra quais são as causas possíveis da insônia e como tratá-la.

Uma boa noite de sono é determinando para melhorar a qualidade de vida e cuidar da saúde física e mental.

Quando dormimos, nosso corpo “se desliga”, tornando possível o relaxamento dos músculos, a desaceleração dos batimentos cardíacos, a redução da pressão arterial, o controle da temperatura corporal, dentre outros processos curativos.

Por isso, quando não dormimos bem ou só dormimos por algumas horas ao dia, nosso corpo protesta.

Com isso, surgem as dores de cabeça, temperamento irritativo, instabilidade emocional e até mudanças em nosso metabolismo que expõem nossa saúde a doenças como hipertensão, depressão e diabetes.

A insônia pode ser causada por diversos fatores, é um problema bastante comum entre a população e é categorizada em quatro tipos principais:

  • Dificuldade para dormir ou permanecer dormindo;

  • Dificuldade para permanecer acordado;

  • Dificuldade para manter uma rotina de sono;

  • Comportamentos incomuns durante o sono, como o sonambulismo.

A insônia é um problema bastante comum entre a população, podendo ser causada por diversos fatores.

Separamos nesse artigo as seis principais causas de insônia, de acordo com médicos e especialistas na área:

1 – Privação do sono

Uma das maiores causas da insônia, de forma geral, é a própria privação do sono.

Qualquer pessoa pode ser acometida por esse problema, já que estamos contribuindo para um episódio de insônia em atos simples como acordar mais cedo ou dormir mais tarde.

Nesse caso, mesmo que a pessoa possa dormir, ela se priva do sono e se obriga a ficar acordado de forma voluntária, acostumando o corpo a não ter descanso de qualidade.

2 – Ansiedade

A ansiedade é a segunda maior causa da insônia, visto que esse transtorno mantém o cérebro ativo, acelerando os pensamentos e não permitindo que o corpo e a mente relaxem.

Neste caso, é comum “deitar e rolar de um lado para o outro”: como a psique não para de pensar, o corpo não consegue relaxar e se desvincular desses pensamentos.

3 – Depressão

A insônia também pode ser causada pela depressão. Uma mente doente pode adoecer o corpo.

Geralmente, pessoas diagnosticadas com depressão sentem muito sono o tempo todo, exceto quando vão se deitar. Também é comum não conseguirem mais dormir após acordar, mesmo no meio da noite.

É mais um ciclo da privação do sono: já que a doença é interpretada como “preguiça” pela sociedade, a pessoa não dorme para que consiga trabalhar ou estudar, ocasionando a insônia e agravando seu quadro depressivo.

4 – Alterações hormonais

Mudanças internas em nossos corpos também podem afetar a liberação de hormônios relacionados ao sono.

Por exemplo, quando a mulher sofre queda de estrogênio (como em período menstrual, pós-parto ou menopausa), é muito comum que a insônia esteja presente.

Da mesma forma, homens com alterações na testosterona ou níveis de cortisol elevado tendem a ter sono mais leve e frágil.

5 – Abuso de substâncias

Outro motivo bastante comum entre as pessoas que sofrem dessa doença é a ingestão de substâncias que privam o sono.

alguns medicamentos que estimulam o corpo e a mente, afetando o descanso do indivíduo. Da mesma forma, consumir cafeína, energéticos ou açúcares em excesso pode desregular o sono. O uso de drogas também pode causar insônia pelos mesmos motivos.

Outros hábitos prejudiciais à saúde que podem afetar a qualidade do sono são fumar e consumir bebidas alcóolicas.

6 – Temperatura

O calor ou frio também pode resultar em sono de péssima qualidade, podendo até mesmo causar insônia em pessoas já pré-dispostas.

Quando dormimos, nosso corpo precisa abaixar a temperatura e mantê-la estável para garantir nosso relaxamento e descanso. Por isso, ambientes muito frios ou muito quentes naturalmente nos impedem de dormir bem.

Como tratar a insônia?

O tratamento da insônia deve ser realizado de acordo com a gravidade do problema e das questões que envolvem o motivo do surgimento da doença.

Se você sente dificuldade para dormir ou se manter acordado, procure ajuda especializada.

De qualquer forma, separamos algumas dicas para melhorar a qualidade do seu sono:

  • Faça atividades relaxantes antes de dormir, como tomar um banho quente, beber chá sem cafeína ou ler um livro que você goste;

  • Evite cafeína, álcool e nicotina, principalmente nas horas antes de ir pra cama;

  • Coma alimentos leves durante a noite, pois a digestão pode afetar seu sono;

  • Evite usar aparelhos eletrônicos, como celular ou computador, imediatamente antes de dormir;

  • Pratique atividades físicas para liberar hormônios de relaxamento para seu corpo e mente;

  • Estabeleça horários fixos para acordar e dormir e tente segui-los, mesmo nos fins de semana e feriados.

A insônia tem cura e pode ser facilmente erradicada seguindo as orientações do seu profissional de saúde.

O que achou desse artigo? Deixe sua opinião nos comentários e acompanhe nosso blog e nossas redes sociais para mais conteúdos sobre saúde, longevidade e recuperação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.